jusbrasil.com.br
20 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Vara de Jacobina ganha sua primeira sede própria

    O presidente do TRT5, desembargador Paulino Couto, inaugurou nesta quinta-feira, dia 3, o Fórum Desembargador Washington Trindade, a primeira sede própria da Vara do Trabalho de Jacobina, depois de três residências que foram alugadas e adaptadas para a Justiça do Trabalho na cidade. Com o novo fórum, surge a oportunidade da VT superar problemas de alagamento que ameaçaram a integridade dos processos nas duas penúltimas casas - a primeira vez por uma enchente do rio Itapicuru-Mirim, no centro da cidade, e a segunda por infiltração no telhado.

    A nova sede, embora vizinha ao rio Canavieiras, foi construída em posição elevada, o que garante a sua salvaguarda, além do que oferece melhor acesso às partes e uma acomodação planejada do pessoal e de todos os recursos necessários à atividade jurisdicional. O prédio, que tem projeto arquitetônico semelhante aos de Itabuna e de Jequié, recentemente inaugurados, tem área construída de 660 m² e conta com instalações para funcionamento da secretaria da vara, sala de audiência, gabinete de juiz, arquivo, central de mandados, protocolo, sala para advogados, sanitários - inclusive para portadores de deficiência -, copa, depósito, posto bancário, sala de espera e amplo estacionamento.

    A cerimônia de inauguração contou com as presenças de diversos desembargadores e juízes do TRT5, que puderam assistir a um vídeo especial com o desembargador Washington Trindade, produzido pela Secretaria de Comunicação Social do TRT5 (Ascom). Após a apresentação, a desembargadora Marama Carneiro, diretora da Escola Judicial do TRT5, entregou flores ao homenageado. Emocionado, o desembargador Washington Trindade agradeceu, especialmente ao presidente Paulino Couto, e brindou a todos com várias considerações sobre o valor da justiça e da democracia, em dois momentos da cerimônia. “Com essa homenagem, sei que meu nome será perpetuado”, disse.

    Nascido no ano de 1923, o Dr, Washington Trindade graduou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia e foi, sucessivamente, e sempre por concurso público, promotor público, juiz de Direito, assistente técnico-jurídico do Ministério do Trabalho, Juiz do Trabalho e professor universitário. Na carreira acadêmica, chegou ao título de Doutor em Direito. E como magistrado, chegou aos cargos de vice-presidente e presidente de 1981 a 1985. Veio a aposentar-se em maio de 1992.

    Depois da homenagem, a prefeita de Jacobina, Valdice Castro, falou da expectativa de se construir na vizinhança da nova sede da Justiça do Trabalho, um fórum para a Justiça Estadual - a área já conta também com as sedes da Justiça Eleitoral e da Câmara dos Vereadores. Em seguida, discursou o juiz Milton Deiró, titular da Vara de Jacobina, que agradeceu à prefeitura pela doação do terreno para construção do fórum e ao Tiro de Guerra, do Exército, pelo apoio decisivo no transporte dos processos para a nova sede.

    O presidente do Tribunal, desembargador Paulino Couto, por sua vez, lembrou os passos seguidos para o erguimento do prédio, ressaltando que a sede da Justiça do Trabalho agora faz jus à importância histórica e econômica de Jacobina.

    ATENDIMENTO - O novo fórum fica na Avenida João Fraga Brandão, Centro, e deverá ser reaberto na próxima segunda-feira, dia 8, com a retomada do expediente da VT, que foi suspenso no dia 24 de agosto para possibilitar a mudança. O contato pode ser feito pelos mesmos telefones da sede anterior: (74) 3621-3871 e 3621-5777, ou pelo e-mail 1avarajac@trt5.jus.br. A unidade, que foi criada em 1978, recebe cerca de 600 novos processos por ano, envolvendo trabalhadores e empresas da sede e também de outros 18 municípios.

    Além da sede, fazem parte da jurisdição as cidades de Caém, Caldeirão Grande, Capim Grosso, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Mundo Novo, Ourolândia, Piritiba, Quixabeira, São José do Jacuípe, Saúde, Serrolândia, Tapiramutá, Umburanas, Várzea Nova, Várzea do Poço e Várzea da Roça.

    Ascom TRT5 - 03.09.2009

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)